ILC - Brasil: Prof. Dr. Alexandre Kalache

http://ilcbrazil.org/portugues/

A médica Andrea Prates, especialista em geriatra e gerontologia, deu algumas dicas do que podemos fazer no dia a dia para viver mais de maneira ativa, como alguns dos exemplos que ela mostrou ao público –do roqueiro Mick Jagger, 76 anos ao Papa Francisco, 82 anos. 

“A primeira coisa que devemos fazer pra viver uma vida longeva é nos despir dos preconceitos, que fazem a gente deixar de aproveitar recursos e conhecimentos”, disse à plateia. “A gente precisa se livrar do paradoxo de querer viver muito, mas não envelhecer.”

“A gente precisa se preparar hoje para cuidar dos pilares importantes da vida: o social, a saúde, o financeiro e, por fim, se desafiar, a todo momento, a nunca perder o gosto pelo aprendizado.”

Dra. Thais Jorge

Ela ressaltou a importância de entendermos, ao longo da vida, quais são os efeitos do tempo no nosso corpo e na nossa mente. “Temos uma base genética que sofre interferências do estilo de vida. As alterações nas células nos predispõem à maior incidência de doenças cr...

Gustavo Leitão  - 30/08/2019

1. De onde vem seu interesse pela gerontologia?

Quando fiz meu mestrado, em Londres, percebi que, apesar de o Reino Unido ser um país envelhecido, havia pouco interesse em geriatria. Lá, conduzi um estudo com estudantes de medicina para saber o motivo. Entrevistei grupos, ao fim de sua passagem por uma enfermaria geriátrica, e descobri que expor esses jovens de 20, 21 anos, a pacientes de fim de linha, confusos, às vezes abandonados pela família, com patologias múltiplas, era contraproducente. Eles diziam: “Somos de famílias nucleares, com pouco contato com idosos, e isso nos apavora. Viemos para a medicina para salvar vidas, não para ir a enterros”. Aí me deu o estalo e pensei: “Caramba, isso vai acontecer no Brasil também”.

2. Os médicos se interessam mais pelo assunto hoje?

Recentemente, abri o Congresso Brasileiro dos Estudantes de Medicina. Fiz uma provocação perguntando se eles estavam ali para aprender tudo sobre crianças e mulheres grávidas ou se planej...

Destaque

ILC passa a ter centros regionais no Brasil

Revista Aptare 13/08/2019

O ILC Brasil (Centro Internacional de Longevidade) passa, a partir de agosto, a contar com centros regionais, localizados nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, além de permanecer com atuação em seu local de origem como sede, o Rio de Janeiro.

“O Brasil é um país continental e precisa de uma estrutura diferente de países menores”, explica Alexandre Kalache, presidente do ILC Brasil e co-presidente da Aliança Global de ILCs, afirmando que a ideia foi aproveitar as parcerias firmadas ao longo dos sete primeiros anos de atuação da instituição para maior capilaridade das proposições e ações. “Com isso garantimos uma maior contribuição e participação para eleger quais são os aspectos e temáticas mais relevantes e prioritárias quando falamos do processo de envelhecimento”, diz.

O Centro Internacional de Longevidade é uma organização não governamental que não visa lucro e pretende influenciar o de...

 Acompanhe a primeira parte da conversa de Alexandre Kalache e Débora Freitas com a escritora e travesti Amara Moira, a ativista Yone Lindgren e o especialista e gerontologia Régis Moreira.

ILC Brasil  -Alexandre Kalache,Elisa Monteiro ,Michele Teixeira, Egidio Doria  e equipe de colaboradores e palestrantes da América latina no Simpósio Internacional 2019 UNIBES

INTERNATIONAL LONGEVITY CENTRE BRAZIL SYMPOSIUM – STRATEGIES FOR ACTIVE AGEING:
PROMOTING HEALTH, PREVENTING DISEASES

CENTRO INTERNACIONAL DA LONGEVIDADE BRASIL SIMPÓSIO – ESTRATÉGIAS PARA O ENVELHECIMENTO ATIVO:
PROMOVENDO SAÚDE, PREVENINDO DOENÇAS

Unibes Cultural

 Rua Oscar Freire, 2500 - Sumaré, São Paulo - SP, 05409-012 – São Paulo – Brasil

FIRST DAY - AUGUST 8 / PRIMEIRO DIA - 8 DE AGOSTO

9h às 9h45 Registration and welcome coffee / Credenciamento e Café de boas vindas
9h45 às 10 Opening remarks / Sessão de abertura
10h
Contextualizing: the WHO Active Ageing Policy Framework twenty years on and its
development since then
Contextualização: o Marco Político do Envelhecimento Ativo da OMS – reflexões após
vinte anos
Alexandre Kalache, Médico, President do International Longevity Centre (ILC) Brazil e

Co-president...

M.S /entremayores- ES-   12-06-2019

ALEXANDRE KALACHE / PRESIDENTE DE LA INTERNATIONAL LONGEVITY CENTRE BRAZIL

Los ciudadanos necesitan políticas claras para envejecer bien, con salud, pero también con conocimiento”

Kalache, en su entrevista con entremayores, considera que “envejecer es lo mejor que nos puede pasar", y subraya que "hay que cambiar la actitud para entender que estamos ante algo muy positivo individualmente, pero también para la sociedad”

Pregunta.- ‘Retos de la longevidad en el siglo XXI’ es el título de la conferencia con la que abrió el Foro Internacional de Longevidad celebrado por la Escuela Andaluza de Salud Pública. ¿Podría hacer un pequeño repaso por estos retos?

Respuesta.- En primer lugar, no hay nada más importante, bajo el punto de vista demográfico, que el envejecimiento que estamos experimentando a nivel global. Es algo extraordinario, y yo diría que va más allá de una revolución, lo que llamo la revolución de la longevidad. En España, por ejemplo, en...

Alexandre Kalache foi convidado pelos organizadores do III Dementia Forum organizado pela Fundação criada pela Rainha Silvia da Suécia no Palácio Real de Estocolmo nos dias 15 e 16 de maio.

Participaram do evento cem representantes de universidades de alto prestígio na Europa,(com destauqe ao Karolinska Institute), de grandes empresas multinacionais (como os CEOs de IKEA, HSBC, Rand Corporation e da indústria de tecnologia e farmaceutica), ONGs Internacionais,(com destaque a Paola Barbarino, CEO Alzheimer Disease International) da Organização Mundial da Saúde e do ODCE, primeiras damas (como Da. Cecilia Morel, do Chile), ministros de Estado e Altezas Reais - como a Rainha Sofia da Espanha, a Imperatriz do Japão e realeza da Suécia, sempre com a presença protagonista da Rainha Silvia.

Coube a Alexandre Kalache dar voz aos desafios do envelhecimento populacional sob o ponto de vista global, em particular no tocante ao crescimento exponencial do número de pessoas vivendo com demencias e o c...

A nova geração de longevos vive em meio a uma revolução que transforma hábitos, o mundo do trabalho, a configuração familiar e as perspectivas para o futuro. Para entender como esses brasileiros de mais de 50 anos enfrentam a passagem do tempo, a Bradesco Seguros promove o Encontro do Diálogos da Longevidade, com o tema “Uma nova atitude para a vida: a longeratividade”, no dia 24 de abril, em São Paulo. Após apresentação de Alexandre Kalache, o presidente do Instituto Locomotiva Renato Meirelles apresenta as descobertas da pesquisa que traçou um raio-X dos brasileiros 50+. Depois, Renato Meirelles e Alexandre Kalache sentam para conversar sobre a longeratividade, a partir dos achados da pesquisa. Assim, o encontro vai apresentar o que se sabe sobre essa geração, avaliar como eles definem sua identidade, quais são suas demandas, como estão se preparando para o futuro, sua vida social e como movimentam a economia, em um diálogo urgente no Brasil de hoje.

Essas e mais informações você enco...

Please reload