• Inês Rioto

Programa Aconchego, intergeracional, combate à solidão e isolamento dos seniores na cidade do Porto



O Programa Aconchego, Criado em 2004 pelo Município, em parceria com a Federação Académica do Porto (FAP), o programa dá resposta a dois problemas díspares: o elevado número de jovens que se deslocam para ingressarem no ensino superior, com dificuldade no acesso a alojamento, e a grande percentagem de seniores a viverem sós,já beneficiou mais de 382 pessoas.

Seniores, com mais de 60 anos, residentes na cidade do Porto, vivam só ou com o cônjuge, e possuam condições na sua residência para o acolhimento de um estudante;

- Estudantes universitários, com idade entre os 18 e os 35 anos, não residentes no Porto e que queiram comprometer-se com o acompanhamento e melhoria da qualidade de vida do sénior.

Este programa, assente numa perspetiva intergeracional, de combate à solidão e isolamento dos seniores, consiste no alojamento de jovens universitários, em habitações de seniores residentes no Concelho do Porto, com a contribuição simbólica em géneros, que podem ser alimentares, para comparticipar no acréscimo de despesas como água, luz e gás. O acompanhamento e avaliação do Programa são da responsabilidade da equipa do Departamento Municipal de Coesão Social da Câmara Municipal do Porto e da FAP Social.

O Programa Aconchego decorre de acordo com o calendário letivo, durante a semana de segunda a sexta-feira, sendo o período de fim de semana facultativo. Deste modo, procura-se cumprir o objetivo específico de contribuir para a solução simultânea do problema de solidão dos seniores e de alojamento de jovens universitários.

Informações via site : http://www.cm-porto.pt/bonjoia-projetos/populacao-senior-programa-aconchego

Aliado a este compromisso, o estudante, deverá fazer companhia ao sénior e estar disponível, sempre que este solicite a sua ajuda para alguma tarefa mais complicada, ou para a qual não se sinta capaz de realizar, tais como: ler a correspondência, marcar os números de telefone, ir à farmácia, deixar uma carta no correio, etc. Deverá ainda permanecer em casa entre as 22:00h e as 7:00h, sendo obrigatório avisar quem o acolhe caso não lhe seja possível estar presente. Deverá ainda permanecer no domicilio sénior no mínimo 5 noites por semana.

O Programa tem a duração de um ano letivo, podendo ser renovado até ao final da licenciatura,mestrado ou doutoramento.

As integrações são feitas de acordo com o perfil dos aderentes.

Informações via e_mail , pela técnica responsável , Marta Costa, da Divisão Municipal de Ação Social


Plenitude Ativa/Inês Rioto

Morar 60 mais - PNG.png

São Paulo/Brasil

Todos os direitos reservados

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon