• Inês Rioto

Envelhecimento e Velhice LGBT: práticas e perspectivas biopsicossociais


Ludgleydson Fernandes de Araújo e Henrique Salmazo da Silva (orgs.)

Na sociedade contemporânea, dentre as diversas formas de preconceito e exclusão, destaca-se a estigmatização de idosos e, principalmente, de pessoas que apresentam identidades que não se enquadram na heteronormatividade. Por conseguinte, o envelhecimento daqueles que se identificam como LGBT e suas variantes sofre uma dupla marginalização. Isso acarreta maior vulnerabilidade social, econômica e questões de saúde cujo atendimento é prejudicado pela não aceitação e falta de informação das equipes de atendimento e, às vezes, também dos próprios usuários. Entretanto, apesar de tudo isso, as sociedades avançam em favor da inclusão real desses cidadãos.

https://www.grupoatomoealinea.com.br/envelhecimento-e-velhice-lgbt-praticas-e-perspectivas-biopsicossociais.html?fbclid=IwAR1smembZZup5ImZsAo9dzHa62Z5RK5v6fyUVM2qGsTFxjlj4bGy9oFC3PM


Plenitude Ativa/Inês Rioto

Morar 60 mais - PNG.png

São Paulo/Brasil

Todos os direitos reservados

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon